O Kindle é para todo mundo?

Aviso: esse não é um post técnico, ok? é um ponto de vista sem usar o produto.

Esse fim de semana eu estava conversando com a minha mãe sobre o Kindle. Ela está louca para ter um desde o lançamento inicial apenas para os EUA e agora ela está beeeeem mais interessada por conta da versão internacional. Na nossa conversa estávamos debatendo qual seria o perfil ideal para comprar um Kindle.

Ela me parecia um dos mais apropriados. Professora universitária (graduação e mestrado), lê muito e anda com livros para cima e para baixo. O Kindle (ou Nook ou qualquer outro e-reader) seria para ela uma mão na massa. Menos peso. Menos coisas para carregar e acesso rápido à sua biblioteca. Genial.

Mas vejo muita gente querendo o Kindle pelo gadget e não pela real função dele. Vi gente que esse ano não leu nenhum livro e que está louco por um. Na boa, o Kindle não é para você. Assim como iPod para alguém que não gosta de música e filmes é quase inútil.

Ah! mas dá para colocar revistas e blogs nele também. Isso quer dizer que vale a pena então gastar R$900-R$1000 por esse benefício? Honestamente, para esse perfil eu acho que não. Eu gostaria de ter um Kindle mas não leio tanto quanto gostaria. Com um bebê em casa, são raros os momentos em que você tem paz para parar e ler um livro. As vezes não dá para ler o jornal, imagina um livro. Esse ano creio que eu tenha lido uns 10 livros no máximo. Incluindo alguns mais técnicos. É isso mesmo. Em 11 meses eu li 10 livros. A conta, para ter um Kindle não fecha para mim. Mas reforço. Eu continuo querendo ter um.

Mas creio que a Amazon não faz um preço camarada para quem já comprou um livro real e quer comprar na versão para o Kindle. E não são todos os livros que estão disponíveis para o Kindle. Eu fiz uma busca por três dos últimos livros que li: Tribes, Whuffie Factor e Life Inc.

Desses três, apenas o Tribes tem disponível para o Kindle. E a diferença de preço, se eu quisesse comprar essa versão é de US$2 a menos para a versão Kindle. Ou seja, se comprou o livro normal para ter no formato do Kindle, tem que comprar novamente. O chato é que mesmo que a compra do livro tradicional tenha sido feita na Amazon, o preço é o mesmo para quem nunca comprou.

Isso não é novo. A indústria da música e cinema faz isso a cada novo formato. LP->CD->MP3 e VHS->LaserDisc->DVD->Blu Ray.

Mas a sensação que fica é: “Mas que sacanagem…”

Outra coisa que fiquei pensando é, quando a gente está lendo um livro físico (não-digital) e vemos a quantidade de páginas que temos que superar para terminá-lo aquilo funciona um pouco (pelo menos para mim) como estímulo. Legal, já li 2/3 do livro e por aí vai. No Kindle (e outros) não temos essa sensação. Acho que o máximo que temos é página 372/590. OK é tecnologia e as coisas mudam mas será que no fim não teremos a impressão de estarmos sempre lendo um PDF gigante? O Miguel Cavalcanti que tem um Kindle de repente pode dar a impressão dele.

Como eu não corri atrás de formatos, não vou me meter a comentar. Mas os formatos de todos os players desse mercado (Kindle, Nook, Sony ereader) é o mesmo? Dá para usar um livro do Nook no Kindle ou é como o iPod que não lê WMA? Enfim, muitas coisas para comparar ainda.

Mas se eu comprar um eu faço um review.

2 thoughts on “O Kindle é para todo mundo?”

  1. é um ponto de vista… sinceramente não ligo se alguém compra o Kindle com outro objetivo que não seja a leitura, desde que isso faça com que o preço caia. Eu estou louco pra comprar um, tenho uns 30 livros em meu pen-drive, gostaria de poder lê-los enquanto estou no ônibus ou no parque, racho, sitio, enfim. e sobre os formatos de arquivos, assim como para os Ipod’s existem diversos conversores, isso não deve ser problema.

  2. Ol· Daniel,

    Feliz 2010 !

    Obrigado pelo link.

    Eu acho que o Kindle est· cada vez valendo mais a pena. V·rios advogados conseguiram trazer para o Brasil sem pagar impostos, pois È 100% para leitura de livros. O preÁo cai para uns R$400.

    Seguem alguns links de leitores brasileiros, que compraram recentemente.

    http://blog.marcelotoledo.org/2009/12/14/meus-comentarios-apos-uma-semana-de-kindle/

    http://www.digestivocultural.com/colunistas/coluna.asp?codigo=2974

    http://ecarvalho.typepad.com/eduardo_a_de_carvalho/2009/11/kindle-algumas-impress%C3%B5es-e-por-que-o-ziraldo-n%C3%A3o-vai-gostar-dele.html

    Eu estou atÈ pensando em trocar o meu, pela vers„o nova, global.

    Abs, Miguel

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.