O saldo da cobertura do vitrine 18 anos

E não é que foi bacana? Eu não sabia bem o que esperar. Foi a primeira vez que me chamaram para fazer esse tipo de cobertura e eu não sabia direito o que escrever. Comecei a fazer milhões de tweets e, em um determinado momento só tinha eu na página do Vitrine ao vivo. achei engraçado.

Mas o saldo não foi positivo por conta disso mas sim, por causa de outros motivos.

  1. O clima estava ótimo no estúdio
  2. Conheci pessoas legais como o Tiago e a Helena  que estavam cobrindo a gravação também (pelo twitter e flickr, respectivamente)
  3. Reencontrei a MaWá
  4. O Fábio Resende, incomodado com o número de updates e apresentou e testou uma nova ferramenta chamada Twitter Snooze para cancelar os updates de uma pessoa por um tempo determinado ( e que em breve vou testar também)
  5. Curiosamente, mesmo incomodando o Fabio, algumas pessoas resolveram me seguir (se é que isso quer dizer alguma coisa)
  6. E até que a banda do Rodrigo Rodrigues (The Soundtrackers) é legal. Só tocam covers de trilha sonora e os caras vão fantasiados de personagens de filmes. Vai ser sucesso em festas de formatura, de firrrma e arrisco dizer que até mesmo de festas como a Trash80s.

1 thought on “O saldo da cobertura do vitrine 18 anos”

Leave a Reply to Rossana Giansante Cancel Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.