eu_mae
Essa história foi contada pela minha mãe.
Ela estava me levando de carro, um fusca creme, para a casa dos meus avós. Estava na estrada das canoas no Rio.
Era fim de tarde e começava a escurecer.
Segundo ela, eu tinha aproximadamente 3 anos nessa época.
Ela no banco da frente e eu no banco de trás na cadeirinha.
Música tocando no rádio quando A Hora do Brasil começou a tocar. Minha mãe desligou o aparelho.
Silêncio.
De repente eu, com a minha curiosidade e do alto dos meus 3 anos falo:

– Mãe, eu tenho duas vós, né?
– Tem sim, filho, a sua vó Nilce que a gente está indo encontrar agora e a sua vó Lygia.
– Não, mãe, eu tenho duas vós. Uma que é alta como essa aqui que eu estou falando agora e outra bem baixinha e que ninguém ouve, né?

Segundo ela o silêncio no carro voltou com tudo simplesmente porque ela não sabia o que falar depois de uma constatação tão séria como essa.