Eu juro que não gostei tanto do último disco da Erykah Badu. Ela usou muito o GarageBand na produção e tal e acho que não esperava isso de alguém que proclamava:

Analog girl in a digital world

Mas tenho que reconhecer que o que ela fez nessa versão ao vivo de Honey é de arrepiar e supera em muitas, mas muitas vezes a versão que foi parar no album.

Aperte play e delicie-se. Coisa fina.