Hoje estava lendo o Blue Bus e vi duas notícias que me mostraram o posicionamento da Apple, a revolução que foi(e continua sendo) o iPod e as mudanças culturais que vieram dele. E o pior é que tudo isso faz sentido. Não imagino campanhas assim para Microsoft.

ESPM adota o podcast para difusao de conhecimento

ESPM já incorporou o podcast as suas ferramentas acadêmicas. Informa pioneirismo na utilizaçao entre as instituiçoes de ensino brasilerias para difusao do conhecimento. Anuncia que o ESPM PodCasting começa com o depoimento de grandes profissionais que contribuíram para a história do marketing e da comunicaçao no país, oferece endereço de acesso aqui

A Africa está distribuindo seu portfolio em iPod video

A Africa começa a distribuir seu portfólio em iPod. A açao faz parte de uma 1 nova campanha sob o tema ‘A Agência do Ano quer ser sua agência’. A princípio sao 20 iPods vídeo 30 giga, cor black, destinados a 1 grupo seleto de empresas. O conteúdo inclui filmes de Assolan, Gradiente, Vivo, Nívea, Mitsubishi e Itaú, entre outros clientes.

Fiquei pensando, ter qualquer coisa associada a Apple dá um endosso de vanguarda fantástico mas isso não se aplica para prêmios de promoção. Não sei se é porque sempre dão apenas 1 iPod mini ou se simplesmente é mais legal fingir que isso é normal.
Já em relação à ESPM acho que tudo se relaciona ao uso de novas tecnologias para se mostrar como uma instituição de ponta e antenada. Se isso atrai mais alunos eu não sei mas que isso pode mudar a percepção de algumas pessoas a respeito da Universidade, isso muda. Será que a idéia foi da Agência Jr deles?